Conheça um Algarve diferente!

 

 

O interior tranquilo e verdejante esconde aldeias tradicionais e paisagens espectaculares.
Aprecie a beleza e o aroma da vegetação onde não falta alecrim, rosmaninho, funcho, tomilho, esteva, urze ou até as orquídeas, mais raras.

É bom viver no Algarve!
http://www.facebook.com/algarve.pt

Anúncios

A construção em terra


Ainda hoje, são inúmeros os montes com construções em taipa, muitos deles abandonados à espera de renovação.

Em Portugal, é essencialmente no Baixo Alentejo que a construção em terra tem maior expressão. A estrutura geológica, as características do solo, a herança cultural de povos com tradição em construções de terra, o clima seco e o ambiente essencialmente rural são factores fundamentais para potenciar o desenvolvimento da construção em terra.

EcoCasa Portuguesa
http://www.facebook.com/ecocasaportuguesa

Património do Cante

Cante Alentejano – género musical característico do Baixo Alentejo

Sempre ouvi dizer que as raízes dos cantares tradicionais alentejanos eram árabes, e que remontavam aos séculos de domínio muçulmano do Sul de Portugal mas, confesso, e apesar de conhecer bastante música árabe, nunca encontrara entre elas qualquer analogia. Inclusive, alguma tentativas de aproximação entre as duas empreendidas por músicos contemporâneos, apesar de agradáveis, tinham sempre um sabor a casamento forçado.
Curiosamente, foi nas sinagogas sefarditas que encontrei melodias que me faziam de imediato lembrar as “modas” alentejanas das terras dos meus país.
As semelhanças encontram-se no todo, mas elas notam-se principalmente em pontos de contacto muito específico – o maior dos quais a sua forma “responsiva”, pois tanto na oração judaica como no cantar tradicional alentejano há um “líder” e um coro que responde. Mas é a forma como essa relação, esse diálogo melódico, se desenrola que parece deixar pouca margem para dúvidas acerca da evidente afinidade.

Alentejo http://www.facebook.com/alentejo.pt

Ponte de Tôr – Algarve

A ponte de Tôr foi outrora construída na antiga via romana secundária que ligava Milreu, em Estoi a Salir (Loulé). A data da sua construção tem derivado diversas opiniões e não reúne consenso, sendo que alguns historiados referem-na como originária do período de ocupação romana e outros originária do período de ocupação islâmica.

Situada num ambiente pitoresco, de grande riqueza paisagística, a Ponte de Tôr é formada por cinco arcos, o último reconstruído no período medieval, acrescentando-se ao monumento um brasão português.
A ponte tem no centro 3,47 metros de largura, com o piso do tabuleiro alcatroado, debaixo do qual existe um outro piso de paralelepípedos, estando assente sobre muros de suporte característicos das pontes romanas, embora estes contem com uma dimensão maior que a generalidade, provavelmente devido ao facto de esta zona estar frequentemente sujeita a grandes cheias.
A Ponte de Tôr está classificada como Imóvel de Interesse Concelhio.

É bom viver no Algarve.
http://www.facebook.com/algarve.pt

Vila Nova de Milfontes

Desde cedo apelidada de Princesa do Alentejo, a Vila de Milfontes é uma pequena vila alentejana com muitos atractivos. 

Situada no Concelho de Odemira (Alentejo), na foz do rio Mira, em pleno Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, Vila Nova de Milfontes é uma vila pesqueira com uma forte ligação ao mar o que lhe confere uma beleza natural inigualável. As suas vastas e belas praias desertas, águas cristalinas e dunas douradas são o ex-libris da região. Em contraste com o belo panorama litoral, a paisagem interior é marcadamente reconhecida pelas típicas planícies alentejanas de sobreiros, entre outras espécies habitualmente observadas nesta região do país.

Dois dos mais importantes momentos da história de Milfontes podem ser recordados no actual Largo Brito Pais. A fortaleza (actualmente uma unidade hoteleira) foi mandada construir por D. João IV, para prevenir incursões pelo rio. O monumento aos aviadores recorda que foi dos campos vizinhos que descolaram Brito Pais, Sarmento de Beires e Manuel Gouveia, em 1924, para um arriscado voo que os levaria a Macau.

Em Vila Nova de Milfontes, recomenda-se a descoberta do estuário do Mira, por onde, há muitos séculos, andaram celtas, fenícios, gregos, cartagineses e, claro, romanos e árabes.
O clima ameno, a sua arquitectura típica, a gastronomia alentejana da região e outras actividades de lazer, que a região lhe oferece, são factores mais que suficientes para justificar uma visita a esta localidade.

Praia do Carvalhal – Alentejo

Situada a sul da Zambujeira do Mar, é uma praia de características semelhantes mais mais selvagem e de maiores dimensões. É um das mais bonitas desta costa.

Festival do Caranguejo

6º Festival do Caranguejo

A Companheira vai receber pelo sexto ano consecutivo, nos dias 8, 9 e 10 de Julho, o Festival do Caranguejo, uma organização do Centro Social Desportivo e Cultural da Aldeia da Companheira, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Portimão e da Junta Freguesia de Portimão.

 

Entre outros petiscos tradicionais, o caranguejo cozido será o prato forte deste certame, que decorrerá no Centro Social Desportivo e Cultural da Companheira.