Praia e Campo

É no Alentejo, no sudoeste de Portugal, que se situa Odemira, o maior concelho do país, cruzado pelas águas do Mira, um dos menos poluídos rios da Europa.

“Alentejo num só concelho” é uma excelente forma de o apresentar, já que aqui se pode encontrar, a costa mais preservada da Europa e as extensas possibilidades que oferecidas pelo interior, sendo certo que o melhor do Alentejo será, sempre, a qualidade das suas gentes.

Integrado no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, as praias do concelho continuam a ser a sua face mais conhecida e, de resto, muito apreciada. Da praia do Malhão, mais a norte, até ao Carvalhal, por toda a costa se recortam pequenas enseadas protegidas por escarpas e arribas de cor intensa.

Se algumas delas são muito frequentadas, como as que se situam junto a Vila Nova de Milfontes e Zambujeira – pelo menos nos meses de Julho, Agosto e aos fins-de-semana – outras, às quais a natureza dificultou o acesso, revelam-se verdadeiros paraísos, como por exemplo os Alteirinhos.

Merece referência a praia do Almograve, a cerca de 10 km sul de Vila Nova de Milfontes, em que a generosidade da paisagem natural é evidente. Aqui, fauna e flora encontram um entendimento notável, fontes de água potável brotam espontaneamente ao longo da linha costeira.

Junto à costa, é ainda de visita obrigatória o Cabo Sardão, promontório dominado por um belíssimo farol, com um miradouro de onde se abre uma deslumbrante vista sobre o oceano.

A conhecer, também, os portos de pesca em Vila Nova de Milfontes, Lapa de Pombas, Entrada da Barca e Azenha do Mar, que testemunham a principal ocupação, ao longo do tempo, das gentes do litoral.

Por toda a costa, o sol e as praias são pretexto para renovados momentos de fruição. À disposição do visitante encontram-se inúmeras esplanadas à beira mar, bares e discotecas, restaurantes, de ambiente familiar ou mais cosmopolita.

Nos meses mais quentes do ano, as pequenas vilas costeiras do sudoeste alentejano conhecem um inesperado movimento que lhes confere intensa animação.

A região de Odemira é, no entanto, bem mais do que as suas praias. O interior do concelho promete maiores surpresas, proporcionais à capacidade de aceitar o desafio de partir à descoberta desta vastíssima área.

Passeios pedestres ou a cavalo, em bicicleta ou veículos todo-o-terreno, de barco ou de canoa, as hipóteses de escolha são inúmeras. Explorar caminhos na serra ou na várzea, conhecer os moinhos da região, de vento e de maré, ou efectuar o reconhecimento das espécies de aves existentes, e até, para os amantes de astronomia, a observação do céu são algumas das propostas possíveis. Subir o rio Mira, navegável até Odemira, ou praticar desportos náuticos na barragem de Santa Clara são excelentes pretextos para dias bem passados. Na região existem algumas empresas com programas de animação e aventura, que se revelam excelentes parceiros, sugerindo passeios, circuitos, percursos e jogos.

Fonte: Câmara Municípal de Odemira

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s