Chet Baker

https://i0.wp.com/www.andrewsmithgallery.com/images/leonard_jazz_port/vol_one01.jpg

Olhou para as caixas de livros no chão e pensou que nada poderia ser melhor que a mudança. Ouviu pela última vez a música que não ouviria mais naquele lugar e quase chora ouvindo Chet Baker, repleto de heroína, dizendo que nasceu para ser triste. Depois escovou os dentes e calçou sapatos velhos e queridos.

I’d like to laugh
but nothing strikes me funny
now my world’s a faded pastel

Atirou o cigarro na lareira e pensou em tomar vinho, mas desistiu. Era hora da mudança. Quando a última caixa foi levada pelo carregador que, ele nunca saberia, era aspirante a escritor e fazia aulas de interpretação, olhou a sala vazia e se despediu, batendo a porta com força. Agora iria morar no andar de baixo.

Avery Veríssimo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s